MINISTRO DA SAÚDE ADMITE QUE A JUDICIALIZAÇÃO DO SUS É FRUTO DA DESORGANIZAÇÃO DO SISTEMA, DA FALTA DE INFORMATIZAÇÃO E DO SUBFINANCIAMENTO

19 Mar 2019

Há pouco tempo nosso escritório publicou a notícia  “PORQUE ESCOLHER UM ADVOGADO ESPECIALIZADO EM SAÚDE?” onde já apresentava números surpreendentes sobre o aumento de processos contra planos de saúde e SUS e infelizmente o numero continua a subir.

Matéria publicada no dia de hoje pela folha de São Paulo que compartilhamos (clicando aqui), dá conta que os processos judiciais cresceram 130% em uma década.

Nosso escritório sempre foi da opinião de que a judicialização é fruto da morosidade e desorganização do Estado, bem como na demora da ANS em incluir novos medicamentos e ou procedimentos em seu Rol, o que veio a ser confirmado pela declaração do atual Ministro da Saúde na matéria publicada na Folha de São Paulo:

“no SUS, há judicialização de acesso pontual a medicamentos que estão na rede nacional, e de uma quantidade enorme de pequenas cirurgias, que são frutos da desorganização do sistema, da falta de informatização e do subfinanciamento.”    

O Ministro ainda ressalta que sua preocupação é a busca dos pacientes por incorporação de novos insumos e tecnologias e que uma das saídas seria o compartilhamento de risco com a indústria farmacêutica.

Com todo respeito a preocupação do Ministro, não deve ser essa a preocupação do paciente, que tem o direito a obter o melhor e mais atual tratamento para sua doença, e que cabe ao médico que o acompanha lhe oferecer a melhor conduta para o caso concreto.

Por isso, caso tenha uma negativa de procedimento, tratamento ou medicação prescrita pelo seu médico, procure um escritório especializado no direito da saúde.

saiba mais…

Telefone: 4317-6905 whatsapp: 11 96739-8104